janeiro'17

Com a entrada na faculdade a minha rotina mudou. Deixei de ter tempo para fazer muitas das atividades que o 12º ano me permitiu e voltei a isolar-me numa rotina de trabalho e de stress que ocupou todo o tempo, mesmo aquele que poderia ter sido passado de outra forma. As férias de natal ajudaram a combater esse ritual de ansiedade constante e percebi, então, que a melhor forma seria encontrar um equilíbrio e tentar deixar de ser tão perfeccionista. 

Deste modo, Janeiro deu continuação a Dezembro e marcou o fim de um ciclo, onde pude nestes últimos dias respirar de alívio (só depois de fazer todos os exames, claro), pois percebi que o pior semestre da minha vida chegou ao fim. Estou agora numa fase em que pretendo retomar alguns hábitos que a universidade não me permitiu fazer - olá blog! - e por isso, posso hoje partilhar tudo aquilo que consegui apreciar com afinco neste mês.


THE SECRET HISTORY //
Embora ainda não o tenha terminado, The Secret History de Donna Tartt foi um dos livros que trouxe de Londres por recomendação do funcionário de uma das livrarias mais bonitas que visitei, Daunt Books for travellers. Este livro retrata a história de um grupo de seis estudantes universitários que cometem um assassinato e é contada através da perspectiva de Richard Papen, anos depois do sucedido numa espécie de reflexão.

É um livro que provoca alguma perturbação, uma vez que somos confrontados com as razões e outros detalhes que levaram o grupo a matar alguém - espero que isto não seja considerado spoiler, mas é explicito logo na primeira página. Existe uma intenção quase imperceptível de nos levar a tomar lados, sem querer que realmente o façamos. Pois, por muito que tal ato possa parecer justificado (ou melhor, por muito que as personagens o tentem justificar), eu fiquei com a sensação que toda a situação podia ser evitada.

Esta obra, também não é uma que invoque alguma ligação emocional às personagens, dado que não existe um factor com que nos conseguimos propriamente identificar, contudo é interessante perceber aos poucos o que se passou antes e depois.

Quando o terminar poderei fazer uma reflexão mais ampla à simbologia do livro, mas por agora podem acompanhar o meu progresso  - assim como outros livros que tenha lido ou que estou a planear fazer - através do goodreads.


SKAM //
Skam é uma série norueguesa atualmente na terceira temporada e contempla o dia-a-dia de estudantes da escola Hartvig Nissen. Cada temporada é focada numa personagem diferente, a primeira em Eva, a segunda em Noora e a terceira em Isak.

Todos eles vivem situações que facilmente podemos ter passado quando andávamos no secundário (ou até mesmo agora), de forma verídica - longe das cenas dramáticas, características da televisão americana - e interessante - os próprios actores encontram-se na faixa etária das personagens que representam. Isto porque trata questões como as relações amorosas, as amizades, a sexualidade (entre outros assuntos) de uma forma genuína e delicada para que seja evidente aos espectadores que as personagens crescem, tal como nós.

É por essa razão que eu tenho tanto carinho por esta série, porque me identifico com ela e porque vejo o meu grupo de amigos no grupo da série (no modo como estamos sempre um para os outros). Tornou-se facilmente numa das minhas séries preferidas.


CONAN GRAY //
São raros os youtubers que me chamam à atenção e hoje em dia é ainda mais raro encontrar alguém que se destaca pela sua personalidade e criatividade numa plataforma tão lotada como o youtube. Mas a verdade é que depois de ver um dos videos do Conan que estava na minha página de recomendados, não consegui resistir.

Conan Gray é um rapaz de 18 anos com uma das personalidades mais interessantes que conheci e partilha, através dos seus videos, tudo aquilo que lhe interessa no mundo - assim como eu faço pelo blog -, covers e músicas originais, e ainda fala-nos um pouco sobre outra das suas paixões, o desenho. Estou completamente viciada!


ME WITHOUT YOU BY GWEN STEFANI //
Simplesmente uma das músicas que mais ouvi em Janeiro, sem nenhuma razão em particular. É que nem sou fã da Gwen Stefani.

"Take anything you want I'm ready
Take, you can take it I don't care, I don't care
Hey, there's more of me and you've seen nothing
Hey, you've done nothing that I can't repair, I can't repair"


THE BODY SHOP TEA TREE SQUEAKY CLEAN SCRUB //
Devido ao stress e ao facto de não beber tanta água como devia, a minha pele anda uma miséria. A verdade é que a minha pele é sensível e, por consequência, é facilmente afetada pelas condições externas, assim como pelas descritas acima. Numa tentativa de acalmar as borbulhas e de realmente livrar-me das peles mortas, recorri à The Body Shop e encontrei este esfoliante de rosto com Tea Tree.

Tea Tree é um dos ingrediente que sei que a minha pele tolera e que realmente ajuda as borbulhas a secarem mais rápido. Este produto é perfeito porque pode ser usado diariamente, sem ressecar - basta aplicar uma quantidade generosa de creme no rosto e voilà. Para além do mais, deixa uma sensação fresca na pele.


SEPHORA CREAM LIP STAIN IN 17 //
Este batom foi uma das minhas compras de Janeiro e eu apaixonei-me pela cor e pela qualidade. É tão opaco e vibrante que basta ir ao tubo com o pincel uma só vez para cobrir toda a boca. Sinto-me super classy e, embora seja numa cor ousada, eu adoro-o para o dia-a-dia.


AVON GLIMMERSTICK DIAMONDS EYE LINER IN BLACK ICE //
Confesso que não sou pro a fazer eyeliner mas adoro ver-me com um traço fino para dar mais intensidade aos meus olhos. O que me tem facilitado imenso é este eyeliner da avon que por ser em stick permite que eu o esfume de modo a usá-lo mais casualmente.


H&M FACE MASKS //
Como disse, o meu rosto anda a precisar de algo extra, que o ajude a repor os óleos de que precisa para se manter hidratado e radiante e já que uma das minhas amigas tinha gostado das máscaras da H&M, lembrei-me de experimentar também. Para combater as minhas borbulhas escolhi o Charcoal and Volcanic Soil e para quando senti-se a minha pele mais cansada - e porque tinha curiosidade em experimentar uma máscara peel off, ao estilo de American Psycho - escolhi a Cucumber and Aloe. Fiquei surpresa por gostar tanto delas! Cada uma dá para duas utilizações e custam apenas 2,99€.

4 comentários:

  1. Fiquei bastante curiosa em relação às máscaras da H&M, não tenho o habito de usar e fazia bem!

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito das sugestões, principalmente desse youtuber, que já vi um vídeo e me parece fantástico, vou segui-lo :).
    Bom mês :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  3. Fiquei com uma curiosidade enorme de começar a ver SKAM :-)

    OH, Carolina
    instagram: @carolinarfrancisco

    ResponderEliminar
  4. Acabei agora mesmo de me relembrar o quão bom era ler um post teu. Adorei este post, Inês! Principalmente a sugestão da série. Estou confiante de que vou gostar mesmo e viciar a dobrar. Obrigada. E continua por aqui! És tão benvinda no meu feed :)

    ResponderEliminar